.

.

.

Enoturismo Serra Gaúcha - Viajando com Sy Enoturismo Serra Gaúcha - Viajando com Sy

Enoturismo Serra Gaúcha

Enoturismo Serra Gaúcha

Por  | 
14 Comentários

Enoturismo na Serra Gaúcha

Cheguei em Porto Alegre às 11hs da manhã, muito feliz, pois iria fazer um Enoturismo na Serra Gaúcha. Mesmo sendo minha terceira vez no Sul, tive surpresas maravilhosas, lugares que não imaginaria conhecer e ainda mais vivenciar uma experiência cultural junto as pessoas que nos receberam em cada lugar chegamos.

enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Para começar eu não sabia que se comemorava o dia do Dia do Vinho Brasileiro, eu sei que é uma vergonha, alguém apaixonada por vinhos, não saber disso, mas preciso confessar minha ignorância sobre o assunto e avisar que agora já sei tudo, podem perguntar…risos…

 Para acompanhar nossas viagens em tempo real siga

@ViajandocomSy

dia do vinho brasileiro

Medo de uma fonte dessa, imagina se fosse vinho … kkk… Clique mara da Tatiana Cavagnolli 

Quer saber onde se hospedar com os melhores preços?

Leia também Roteiro em Gamado e Canela 

Leia Snowland

Leia Parque da Ferradura e Parque estadual do Caracol

Leia Roteiro no Vale dos Vinhedos

dia do vinho brasileiro serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O Dia do Vinho Brasileiro foi consagrado no Rio Grande do Sul, sendo ele comemorado no primeiro domingo de junho de cada ano e claro que esse mês foi escolhido em minha homenagem, pois é no mês do meu niver minha gente!! Sei que não, mas amei poder dizer isso, hahah. Neste ano caiu no dia 02 de junho, mas a programação acontece duas semanas antes. Fiquem de olho e não percam no próximo ano!!

dia do vinho brasileiro

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 


Você sabia que o Brasil é o 13º maior produtor de vinho!


Roteiro primeiro dia Enoturismo Serra Gaúcha

Restaurante Galeto Di Paolo em Garibaldi

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Essa parada foi especial, sempre quis conhecer o restaurante Galeto Di Paolo, pois já tinha ouvido falar muito no Galeto al  Primo Canto e ainda não tinha tido a oportunidade de prová-lo.

Fomos recebidos pelo proprietário Sr Paulo que nos contou um pouco da história do Di Paolo e todos os outros restaurantes que foram abertos ao longo do tempo. Hoje no total são 12 casas.

Tivemos uma breve palestra de boas-vindas com Diogo Bertolini do Instituto Brasileiro do Vinho e da Márcia do sindicato dos hotéis

Nosso almoço foi harmonizado com os rótulos da Casa Di Paolo, um delicioso assemblage!

Bom então vamos ao que interessa, as gostosuras do Restaurante Di Paolo … Experimentamos a sequência, entrada sopa de Capelete, seguida de saladas, queijo à milanesa ou almofadinhas de queijo (morri de tanto comer, já viu mineira negar um queijo) Galeto, e depois uma massa e molho a sua escolha.

enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

PS: Provamos vários molhos e massas e não sei dizer qual gostei mais!!

roteiro enoturismo serra gaucha

De sobremesa pudim, Ambrosia ou Sagu, eu escolhi e amei o sagu, o melhor que já experimentei!!

roteiro enoturismo serra gaucha

O restaurante Galeto Di Paolo comemora 25 anos e tem várias outras sedes em outras cidades, mas não são franquias, e sim pessoas que trabalharam na empresa e depois de sete anos se tornam parceiros da Casa Di Paolo, tudo feito dessa forma para manter a qualidade.

Site Restaurante Casa Di Paolo

Depois desse maravilhoso almoço, seguimos para Vila Flores, conhecida como terra da fé, pão e vinho, onde a primeira parada foi na L’Arte Ceccato.


Você sabia que aproximadamente 750 milhões de quilos de uvas são processados por ano no Brasil?


L’Arte Ceccato em Vila das Flores

roteiro enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Fabio Viagens CineDandara  Amanda Jornal do comercio PA –  Guta Vambora -Makielen

Jair – Benedita –  Thamires Boccanervosa – Sy – Chantal revista 29HS – Cassiano

L’Arte Ceccato fica em Vila das Flores, um povoado de tradição italiana, onde as primeiras pessoas que pisaram lá descobriram o barro por acaso. Hoje o povoado mantém a tradição e nós fomos viver essa experiência na L’ Arte Ceccato, onde fomos recebidos por uma família linda, com roupas típicas e muita alegria.

Foram várias atividades e uma delas era pintar a cerâmica, um cachinho uvas (porta lápis) e colar do dia do vinho.

l arte ceccato serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

A visita foi guiada pela família e teve contação de histórias, tradições de benzeção, degustação de licores artesanais, de chás calmantes e curadores e muita atividade relacionada a fé, confesso que fiquei encantada!

 vila flores l arte ceccato

Gente nós escrevemos o nome do pretendente em cada papel, e o que abrisse primeiro era o sortudo kkkk

l arte ceccato vila flores serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

As caras de curiosas esperando o papel abrir, mas no nosso caso era apenas mensagens sobre o dia do vinho, pois somos todas casadas kkk … Adoramos participar da brincadeira que na verdade era para vivenciarmos a tradição. Sabia que quando as meninas não conseguiam os pretendentes que saim no papel elas viravam o Santo Antonio de cabeça para baixo no dentro do poço e deixava lá até casarem !Pode isso?

l arte ceccato serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Depois de tudo, recebemos nosso colar (aquele que falei no início), sim… o símbolo do dia do vinho brasileiro. Pintamos ele com todo carinho. Para mim essa visita foi uma das maiores surpresas da viagem, um aprendizado espiritual onde qualquer religião é importante, o que importa é ter fé.

roteiro enoturismo serra gaucha

Ah, já ia me esquecendo de contar como pintamos nosso colar, querem saber? Foi com borra de uva, pode ?

roteiro enoturismo sera gaucha

fotos Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

serra gaucha roteiro do vinho

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

serra gaucha dia do vinho do brasil

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Como já estava tarde fomos para nossa primeira hospedagem, a encantadora Pousada dos Capuchinhos

Site L’Arte Ceccato


 Pousada Capuchinhos em Vila Flores

pousada dos capuchinhos vila flores roteiro do vinho

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Antigamente a Pousada Capuchinhos era um seminário franciscano, até 2006, hoje ainda é coordenada pelos freis e mesmo com todo conforto e modernidade que oferece o lugar permanece com sua história, objetos e muita fé.

pousada dos capuchinhos

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Além de sua própria produção de vinhos com o rótulo do Frei Fabiano, produção essa que iniciou em 1975, são oferecidos jantares harmonizados preparados pelos próprios freis (reserva para grupos).

pousada capuchinhos vila flores serra gaucha

No nosso jantar o Frei Djair preparou vários drinks, que minha amiga Amanda fez questão de anotar a receita e nos passar, pois estavam deliciosos.

pousada capuchinhos

Após os drinks os vinhos foram servidos e jantamos um verdadeiro banquete, disseram que a comida preparada por eles era simples, mas foi muita variedade e abundância!!

pousada capuchinhos serra gaucha

Saladas, queijo à milanesa, sopa de Capelete, ravióli de abóbora, molho de frango, bacon, canudinhos com creme de vanila e tantos outros diferentes que não gravei o nome, além doces variados.

pousada capuchinhos

Hummm…

pousada capuchinhos serra gaucha

E depois desse banquete fomos dormir, exaustos, mas felizes, falo por mim, pois vivi experiências inesquecíveis nesse dia.


Você sabia que a programão do dia vinho acontece em todas as regiões que produzem vinho no Brasil?


Roteiro segundo dia Enoturismo Serra Gaúcha

O dia começou com um delicioso café da manhã na pousada Capuchinhos com mel colhido na própria pousada, além da variedade imensa de itens, tudo muito bem feito e saboroso.

pousada capuchinhos enoturismo serra gaucha

Infelizmente o dia começou chuvoso na Pousada dos Capuchinhos e não pudemos completar o tour, no caso, fazer as trilhas. Quando tivemos uma trégua da chuva conhecemos a parte que está sendo construída, o enorme centro de convenções, a vinícola, dentre outros.

pousada capuchinhos enoturismo serra gaucha

A maior surpresa foi as termas, a água brota a 40 graus. A piscina externa também é termal.

pousada capuchinhos enoturismo serra gaucha

As termas

pousada capuchinho enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Uma linda fonte de vinho enfeitava o meio do pátio …Mentira, não era vinho gente, mas claro que vocês já sabiam!

enoturismo serra gaucha

Pátio

pousada capuchinhos

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Quartos da Pousada dos Capuchinhos

pousada capuchinhos

Site da Pousada Capuchinhos

Com certeza voltarei com minha família para essa pousada, podem acreditar, eu me senti muito feliz naquele lugar, os freis são uns amores, tudo lá é perfeito.


Restaurante Giratório em Veranópolis

O restaurante Giratório Mascaron fica em uma torre de 60 metros de altura, a construção foi inspirada na CN Tower no Canadá (acabei de voltar de lá).

restaurante giratorio roteiro enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha

Capacidade para 164 pessoas

restaurante giratorio no brasil

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Enquanto almoçávamos a parte das mesas ia girando, média de 2hs para dar a volta completa, então isso quer dizer que você pode comer sem o risco de ficar tonto, mas se beber muito vinho vai ficar tonto com certeza, mas não coloque culpa no movimento giratório rrss…

 

O restaurante funciona no sistema de rodízio, onde são servidos massas e carnes. Nosso almoço foi harmonizado com os vinhos da Vinícola Simonetto, (não é minha gente, mas bem que podia ser).

vinicola simonetto serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha

A entrada foi acompanhada de uma espumante Brut, depois um vinho branco que acompanhamos com uma sopa de Capeletti e o terceiro vinho, que foi um tinto acompanhamos as carnes e massas. Degustamos dois vinhos tintos. O última foi uma espumante moscatel que acompanhou a nossa sobremesa, maçãs cozidas no vinho com creme de baunilha. O valor do rodízio é R$65 por pessoa, incluso entrada, massas e carnes.

restaurante giratorio no brasil

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Quase esqueci de falar dos episódios emocionantes do almoço, em primeiro lugar nossa amiga Dandara abriu a espumante com um sabre, depois um licor foi servido em um copinho que estava na cabeça da nossa amiga Chantal, juro que achei que o cabelo dela ficaria melado pelo resto do dia, mas nem uma gota sequer foi derramada.

E claro não poderia deixar de fazer uma foto no piso de vidro…

restaurante giratorio no brasil roteiro enoturismo serra gaucha

Veranópolis fica distante de Bento Gonçalves 40 km, de Farroupilha 65km e de Porto Alegre 166km.

Site do Restaurante Giratório Mascaron

 Site da Vinícola Simonetto

Após o almoço fomos para uma experiência em Farroupilha na Adega Chesini


 Experiência Sabor e Fé Adega Chesini

Chegamos na Adega ainda debaixo de uma chuvinha e ao entrarmos fomos recebidos por um dos donos da Adega Chesini que nos conduziu por um tour na vinícola para conhecermos a fabricação dos vinhos com direito a uma breve explicação.

adega chesini sabor e fe

E finalizamos no local onde eles fazem o almoço ou o jantar harmonizado para grupos (mediante reserva), e foi lá vivenciamos a experiência Sabor e fé, pão e do vinho.

adega chesini

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Para participarmos desse ritual, lavamos as mãos numa tigela antiga, fizemos uma prece, recebemos um pedaço de pão e bebemos um pouco de vinho, o vinho licoroso, chamado Vinho Santo.

adega chesini enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Fizemos somente o ritual, mas com reserva você pode solicitar o jantar harmonizado e o ritual que custa R$99,00 reais por pessoa.

adega chesini

A Adega Chesini foi inaugurada em 1960 e hoje produz 250 mil litros por ano.

adega chesini

adega chesini

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Site da Adega Chesini


Análise sensorial às cegas na Casa Perini

Fica em Farroupilha, Vale Tretino e iniciou em 1929

enoturismo serra gaucha casa perini

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Foi maravilhoso a nossa análise sensorial às cegas, seguida de uma degustação. Conhecemos vários tipos de aromas e tentamos adivinhar o que foi nos dado na mão com os olhos vendados. Beatriz enóloga da Casa Perini que conduziu essa experiência, onde descobrimos vários aromas, dentre os primários e terciários, e não foi tarefa fácil acertar o aroma de cada frasquinho que Beatriz nos entregava. De 11 eu acertei 07, bom ou razoável? Acho que passei raspando na prova.

casa perini enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

A melhor parte ainda estava por vir, degustamos os vinhos e tentamos exercer tudo que aprendemos de aromas ao tentar adivinhar qual aroma prevalecia em cada vinho. Acho que tirei zero kkk!. Para finalizar com chave de ouro foi a vez da espumante Rosé Casa Perini, que eu super recomendo, apenas bebi e nem tentei adivinhar nada.

casa perini enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Se você gosta de vinhos essa é uma experiência que você vai amar!! Agende sua análise às cegas na Casa Perini, vai por mim!!

casa perini

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto imagem Serra Gaúcha 

Valor de R$50,00 com degustação

12 aromas as cegas

Degustação de 06 rótulos

Máximo de 04 pessoas

Visitação com agendamento e degustação de 05 rótulos R$40,00

Site casa Perini


Jantar harmonizado na Cave Antiga

Nossa última vinícola do dia chuvoso foi a Cave Antiga, onde Natália estava nos esperando para um jantar harmonizado.

jantar na cave antiga enoturismo serra gaucha

Fomos recebidos por ela com um espumante Rosé e em seguida conduzidos ao interior da vinícola para um brinde e uma breve visita onde nos foi explicado um pouquinho da história da Cave Antiga que passou de geração em geração na família, porém hoje conta com a ajuda do jovem Christian, enólogo e sócio da Vinícola Cave Antiga.

cave antiga enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Por volta das 20:30 numa belíssima sala de construção rústica, seguindo os padrões da vinícola, um lustre maravilhoso feito com os galhos secos de uma parreira e luzes amarelas entremeados nos galhos que estavam presos ao telhado por uma enorme corrente, que simplesmente me chamou a atenção e tive uma louca vontade de leva ló para casa ahaha!!

A sala toda era um charme!! Fiquei encantada com a decoração rústica e em perfeita harmonia!

Uma lareira e várias mesas com fundo gaveta cheio de folhas secas de plátanos, ou rolhas, e por cima um tampo de vidro. As taças foram desenhadas exclusivamente para o dia do vinho brasileiro e compunham ambiente belíssimo que estava à nossa espera.

cave antiga enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Natália conduziu maravilhosamente um degustação junto com as explicações de Christian Ferrari Ambrose, isso depois de aguçar nossa percepção de aromas, nos fazendo testar novamente nosso olfato ao tentarmos acertar os aromas e as castas dos vinhos servidos. Ameiii gente, mas errei tudo! Quem acertava tudo era minha amiga Thamires !

Degustamos um vinho branco muito aromático.

O segundo vinho um Marselan, uma uva que eu ainda não havia tido o prazer de ser apresentada a ela, mas agora somos amigas inseparáveis rrss… Talvez até tenha consumido essa uva em algum momento, mas na Cave Antiga foi nossa apresentação formal!

cave antiga serra gaucha

O valor desse vinho era R$58,00 mas devido ao dia do vinho estava com 20% de desconto!

Após a degustação nosso jantar foi servido, salada de radite com bacon, maionese, Tortéi com molho vermelho, penne com queijo e galeto assado.

Sobremesa foi frutas em calda e doces cristalizados.

O terceiro vinho foi um vinho de corte com as uvas Marselan, Merlot e Tannat, um vinho encorpado e aromático, sensacional!!! Não foi paixão à primeira vista, mas depois de arear ficou divino, degustamos ele com o jantar.

O valor desse vinho é R$145,00 reais.

enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O quarto foi a espumante moscatel, o ícone da vinícola, com vários prêmios é a espumante moscatel mais famosa da região, como o nome mesmo diz é feita com a uva Moscato, e para minha surpresa não era muito doce, o que me chamou muito a atenção, por isso dou meus parabéns a Cave Antiga, não que ele signifique muito, pois não sou nenhuma enóloga rrss…

Valor da espumante em torno de R$37,00 reais

A quinta foi uma espumante que você só compra lá, um moscatel de guarda, com 10 anos de idade. Cor amarela, sabor de frutas bem maduras, um adocicado mais intenso, mas não enjoativo. Como foge dos padrões, pois as espumantes necessitam ser consumidas jovem eles optaram por não distribuir, evitando gerar polemicas, mas lá na Cave Antiga você pode comprar o seu, seja pessoalmente, pelo site e telefone!

cave antiga

A Cave Antiga faz jantares harmonizados com reserva para no mínimo 15 pessoas e o valor varia de R$120,00 a R$140,00 reais dependendo do cardápio.

Site da Cave Antiga


Você sabia que na semana do dia do vinho várias vinícolas tem promoções ótimas, tipo compre um e pague 50% do outro?


 Roteiro terceiro dia Enoturismo na Serra Gaúcha

Monte Belo do Sul, Vale dos Vinhedos

Tanoaria Mesacaza.

enoturismo serra gaucha tanoaria mesacaza

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Confesso que quando li a programação não achei que seria tão interessante conhecer uma Tanoaria, mas eu vibrei com a experiência que tivemos, mesmo porque eu coloquei a mão na massa rrss…

Mauro nos recebeu muito bem, aquele menino era ligado no 220w, enquanto falava ele fazia uma barrica com precisão, claro que teve minha ajuda né…

tanoaria mesacaza enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Ajudei ele a colocar mais ou menos umas 4 ripas, talvez mais hahahha

Mas o processo de curvar o barrica foi extraordinário, nunca pensei que fosse assim.

Quando as ripas estão presas na argola Mauro coloca um cesto com fogo no meio e vai jogando água por dentro para a barrica não queimar, enquanto isso enrola um cabo de aço na parte de baixo e liga a máquina para recolher o cabo que vai curvando a parte de baixo até formar a barrica! Foi uma experiência incrível gente.

A Tanoaria Mesacaza não cobra visitação, mas você tem que dar a sorte de alguma barrica estar sendo emborcada quando você estiver visitando!

A dica é: concilie a visita com uma vinícola vizinha e depois um almoço na Casal Olga que fica em frente à praça, onde fomos almoçar.

Site Tanoaria Mesacaza


Almoço harmonizado: Vinícola Faccin e Bistrô Casa Olga

Numa antiga casa da família as irmãs resolveram montar um bistrô usando todos os móveis da família… Tudo foi mantido na casa, móveis, ladrilhos, janelas e outros.

casa olga monte belo do s

Praça da cidadezinha Monte Belo do Sul

casa olga monte belo do sulfoto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha

As receitas foram recriadas com base nas receitas da família.

A harmonização ficou por conta da Vinícola Faccin, uma vinícola com vinhos naturais liderada pelo Sr Antonio e Bruno, pai e filho.

vinicola faccin enoturismo serra gaucha

A Vinícola Faccin é uma Vinícola familiar que começou a produção em 1936 e produz hoje de 7 a 8 mil litros por ano, sendo que pai e filho colhem e selecionam as uvas para ter uma espumante e um vinho de qualidade.

Vinificação natural- viticultura Sustentável, nenhum produto deles tem adicão de conservante, absolutamente nada.

O nosso almoço foi sensacional.

Couvert: pão com pastinha de cogumelos frescos harmonizando com o espumante tinto Pinot Noir.

A entrada foi salada com tomates confitados e harmonizado com vinho branco da Vinícola Faccin.

O primeiro prato foi um Tortéi na manteiga com sálvia que estava divino e foi harmonizado com um tinto Pinot Noir.

casa olga monte belo do sul enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O segundo prato foi um Matambre recheado e purê de batata e mandioquinha harmonizado com um outro vinho tinto.

casa olga enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

E de sobremesa torta de maçã com sorvete de creme harmonizado com uma espumante, uma das melhores Brut que já experimentei.

casa olga enoturismo serra gaucha

Valor das espumantes R$120,00

Valor dos Vinhos R$99,00

Site Da Vinícola Faccin

Site do Bistrô Casa Olga


Depois desse almoço maravilhoso fomos para o Hotel dormir… Mentira kkk…. Dormir a gente dorme em casa né gente, imagina só perder 02 horas de degustação e ainda mais na bela Casa Valduga


Você sabia que 225  variedades de uva são produzidas do Sul ao Nordeste


Degustação na Casa Valduga

Uma das maiores vinícolas da Serra Gaúcha e indicada como um dos lugares que você não pode deixar de conhecer antes de morrer a Casa Valduga faz jus a sua indicação…

casa valduga enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Uma belíssima vinícola, que a cada dia se expande mais, agora com um novo hotel sendo construído e um SPA, vai ficar impossível não conhecer!

Essa foi minha segunda vez na Casa Valduga e desta vez fizemos o passeio de trator pela propriedade da vinícola passando pelas vilas que no caso são os hotéis, em média cada vila tem 05 ou 06 apartamentos.

Após o passeio fomos fazer um tour e conhecer um pouco da história da Casa Valduga que hoje investe muito na fabricação de espumantes que é uma das suas maiores vendas, sendo um dos mais famosos o espumante 130, que já recebeu várias premiações.

casa valduga enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

casa valduga enoturismo serra gaucha

Fizemos lindas fotos nos parreirais e fomos para sala de degustação onde Lucas conduziu uma excelente degustação. Inclusive foi feito uma degustação às cegas, onde as garrafas estavam tampadas e nós tentávamos sentir o aroma e adivinhar as castas dos vinhos servidos.

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Em primeiro lugar degustamos a espumante 130 com seu rótulo dourado em relevo, ganhadora de vários prêmios, fez jus à fama. A segunda degustação foi de vinhos brancos onde experimentamos dois tipos de brancos o primeiro deles um vinho mais leve e o segundo com passagem pelos barris de carvalho. Gente isso foi às cegas, só estou falando certinho porque o Lucas explicou, pois eu errei todos os chutes, fui reprovada mesmo kkk…

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Um deles era um varietal e o outro era um vinho de corte.

A segunda degustação (às cegas) foram dos vinhos tintos, sendo o primeiro deles um vinho mais leve, mas não menos encorpado e o segundo um vinho mais encorpado, com mais tempo de passagem nos barris de carvalho. A primeira uva foi a Merlot e a segunda uva foi um corte onde tinha Merlot, Marselan e Cabernet.

A última degustação foi uma espumante natural, que ainda estava com a tampa de alumínio, a levedura não foi retirada, então o espumante ficou um pouco mais denso, mais amarelado e mais forte.

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Os preços desses vinhos variam entre R$100,00 a R$180,00.

Site da Casa Valduga


E como o dia não acabou ainda tínhamos um piquenique na Miolo, porém o frio e a chuva não deixaram a gente se sentar nas almofadas sobre a grama.


Você sabia que anualmente são processadas 600 mil toneladas de uvas no Rio Grande do Sul?


Wine Garden Miolo

wine garden miollo enoturismo serra gaucha

Um pouco antes das 17:00 seguimos para Vinícola Miolo onde faríamos piquenique na Wine Garden no jardim da vinícola Miolo, para quem nunca viu as fotos, é um belo jardim cheio de almofadas espalhadas e assentos em madeira acolchoados e os tablados são feitos de ripas de madeira do vinho Lote 43, dentre outros vinhos da Miolo. Porém não foi dessa vez que sentamos lá, mesmo que a chuva não estivesse caindo, o dia estava muito úmido e frio, por isso fomos para uma tenda preparada para nós.

wine garden miolo

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O lugar estava todo decorado e quando chegamos fomos recebidos com uma espumante Rosé e para acompanhar o cardápio foram servidos dois tipos de vinhos tintos.

A entrada foram empanadas de queijo e carne, em seguida um risoto de tomate seco e amêndoas e para finalizar uma tábua de queijos: brie e outros, além de amêndoas, nozes e damascos acompanhados de geleia de banana com limão e de abacaxi com pimenta.

wine garden miolo

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

De sobremesa chocolate com doce de maçã e espumante Rosé!

Nesse momento a nossa filosofa do grupo Amanda concretizou seu pensamento: Espumante bebe-se nem que seja debaixo do edredon… kkk …

A mesa era quadrada e cada um tinha seu próprio edredom, edredons esses com estampas exclusivas da Morena Rosa! Foi um happy hour muito agradável, uma experiência única! Faltou provar as bruschetas, pois eu ouvi falar que são maravilhosas !! Com certeza vou voltar!!

Site Wine Garden Miolo


Você sabia que o Rio Grande do Sul tem mais de 680 vinícolas, sendo 90% micro e pequenas empresas.


Quarto dia enoturismo Serra Gaúcha

E o dia frio e chuvoso continuava, mas que graça teria a Serra Gaúcha sem frio, tipo uns 2 graus para gente colocar bota, cachecol, casaco e chapéu… Eu amo demais e de quebra aquela neblina pra dar um “tchan ”na foto, além de te convidar a beber um bom vinho!!

maria fumaça

Como não somos feitos de açúcar, seguimos para o nosso primeiro passeio, assistir a Epopeia Italiana.

 Parque temático Epopeia Italiana

epopeia italiana serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Um espetáculo onde você caminha por vários cenários em tamanho real e com o artista te acompanhando e contando um pouco da história da chegada dos italianos no Brasil. Ao final da peça tem roupas típicas para fazer fotos e degustação de vinho seco ou suave e sucos de uva, biscoito típico italiano.

epopeia italiana

A foto custa apenas R$10,00 para serem feitas com seu celular e R$15,00 com a máquina deles e serão entregues no passeio de trem… Eu amei representar a Catarina hahha…Fabio e Chantal também entraram no clima e fizemos altas fotos.

epopeia italiana serra gaucha

Na lojinha vende vários vinhos e outros.

Valor do ingresso da Epopeia Italiana R$25,00 (baixa) R$30,00(média) R$35,00 (alta temporada)

Site do parque temático Epopeia Italiana 

Nossa segunda parada foi na estação de trem em Carlos Barbosa com destino a Bento Gonçalves.


Passeio de Maria Fumaça

O passeio mais famoso da região à bordo de uma Maria Fumaça.

maria fumaça enoturismo serra gaucha

Ao descermos na estação estava garoando e com muita neblina, música animação.

Animação que não acabava ali, pois dentro do trem tinha várias apresentações musicais e entretenimentos para você não ver o tempo passar. Se funciona? Sim, muito, pois sai um e entra o outro. E para passar mais rapido ainda temos uma parada na metade do trajeto em Garibaldi, momento de todos fazerem fotos na frente da Maria Fumaça e degustar espumante e sucos.

enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Na estação tem banheiros e lojas de conveniência com casacos lindos na faixa de R$220,00 que não comprei e me arrependi.

enoturismo serra gaucha maria fumaca

No fim do trajeto em Bento Gonçalves a degustação foi de vinho e sucos.

O passeio de Maria Fumaça agradada a família toda, jovens, crianças e adultos vão amar!

maria fumaca serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

maria fumaca serra gaucha

E já era quase hora do almoço e o vinho abriu o apetite, ainda mais quando pensava no delicioso Festival de assados que nos aguardava na Vinícola Dal Pizzol

Site Maria Fumaça


Estima-se que o estado do Rio Grande do Sul responda por 90% do cultivo de uva para processamento no país e elabore, aproximadamente 90% do vinho brasileiro, 85% do espumante e 90% do suco de uva.


Festival de Assados da Vinícola Dal Pizzol

Minha segunda vez nessa vinícola gente e voltaria a terceira, a quarta e toda vez que voltasse a Serra Gaúcha.

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Essa vinícola é toda charmosa, lá tem um piquenique show, chamado Piccolo Piacere (confira) que eu fiz da outra vez e recomendo.

dal pizzol

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Com todo carinho fomos recebidos com uma espumante Brut pelo SR Rinaldo Dal Pizzol, um gentleman, um Sr muito agradável que contou um pouca da história da sua família e sua paixão pelo vinho.

dal pizzol serra gaucha

A vinícola é desde 1838 e em 1974 começou a produzir vinhos de uvas viníferas. Começaram com Cabernet Franc e depois Merlot, e vários outros foram vindo. Produzem 250 mil garrafas por ano e tem uma exposição de 400 tipos de uvas, além de uma Enoteca com vinhos de todos os anos e de todas as castas.

dal pizzol

A propriedade é muito bem cuidada, várias árvores, flores e muitos pavões soltos pelo jardim!!

dal pizzol serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Depois de um breve passeio pela belíssima vinícola na companhia do Sr Rinaldo fomos saborear o delicioso festival de assados harmonizado com os vinhos Dal Pizzol!!

dal pizzol enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Como tínhamos uma vegetariana no grupo, achamos que ela iria passar fome rsss….Tadinha da Dandara rrsss,  mas o buffet tinha vários pratos à base de vegetais. Uma deliciosa batata doce assada, brócolis com queijo, escondidinho e muito mais!

dal pizzol festival de assados

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O papo estava muito bom, Sr Rinaldo só alegria e um contador de história, tudo regado a espumante Brut Rosé, uma das minhas preferidas desde a minha primeira visita a Dal Pizzol.

O segundo vinho foi um tinto Cabernet Franc que chegou junto com os assados, e que assados, a costela estava divina gente, além de cordeiro e outras carnes.

Uma pena que o festival de assados acontece um domingo por mês, mas a vinícola serve almoço harmonizado aos fins de semana mediante reserva. O Festival de assados foi servido pelo Chef Giordano Taso e o valor é em torno de 160,00 a 180,00 com harmonização.

dal pizzol enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Depois desse festival maravilhoso fomos as compras, pois amo os vinhos Dal Pizzol rrss… e para nossa surpresa recebemos do Sr Rinaldo Dal Pizzol sua coletânea de 03 volumes sobre os vinhos da Serra Gaúcha e ainda autografado. Foi uma visita fascinante!

Um recadinho especial para Sr Rinaldo: Os livros pesavam quase 5k, não foi nada fácil carrega-los no embarque, mas valeu a pena pelo carinho com que o Sr nos recebeu!!! Meu muito obrigado de coração!!

dal pizzol festival de assados

Site Vinícola Dall pizzol


Estima-se que 81 %das vendas de espumantes são brancos e 19% rosés.


Pré Fenavinho em Bento Gonçalves

A feira Expo Bento e Fenavinho  acontece em junho, esse ano a data da Expo Bento foi 13/06 a 23/06. 2019 e da Fenavinho 01,02,08,09/06/2019, que foi o ano de resgate, pois há alguns anos a Fenavinho parou de acontecer.

feanvinho bento goncalves

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Muitas atrações musicais e o famoso vinho encanado, uma tradição.

fenavinho serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O evento acontece na Via del Vino, no centro onde a cidade de Bento Gonçalves começou a se desenvolver.

fenavinho

E que comecem os trabalhos, primeiro compre o ticket por R$10,00 para receber uma taça de acrílico cheia de vinho tinto ou branco, e cada reposição é R$5,00. Os vinhos eram da Vinícola Aurora, e estavam muito bom!

fenavinho

As barraquinhas também vendiam bandejas de queijos para petiscar, além dos barzinhos ao longo do calçadão… Uma fonte jorrando vinho, mentira rrrsss, água com tinta né gente !! Eu teria até medo de ficar ao lado de uma fonte jorrando vinho, rrss…

No outro dia teve uma corrida de barris, mas infelizmente não presenciamos, porém Cassiano mandou vídeo pra passar vontade na gente. No ano que vem irei com certeza!

Bom, e para quem pensa que o dia acabou, não acabou… Depois de um banho fomos para a última programação da viagem

Site da Fenavinho


Estima-se que 86% das vendas de vinho são de tintos, 13% de brancos e 1% de rosés.


Fondue na Vinícola Lovara

A Vinícola Lovara fica a 15 minutinhos de Bento Gonçalves.

vinicola lovara enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

A produção é de 40 mil vinhos e 80 mil espumantes.

As espumantes são produzidas desde 2001 no Vale São Francisco e os vinhos iniciaram na Serra Gaúcha em 1967.

Fomos recebidos por Roberta, muito amável e sorridente que nos apresentou a vinícola, contou um pouco da história das duas famílias que eram vizinhas de terra e hoje estão na administração da Vinícola Lovara e depois seguimos para um Fondue num ambiente muito agradável, a antiga casa de seu avô, com uma mesa maravilhosa, toda decorada esperando por nós.

vinicola lovara enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Iniciamos com uma espumante (que novidade né gente) depois um branco, um tinto e uma espumante Rose.

De entrada um pãozinho recheado com ragu, queijo e ovos de codorna que estava divino!!

vinicola lovara enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

O fondue de queijo acompanhava, batatas, frango, carne, linguiça, legumes, goiabada e outros.

Para acompanhar o fondue de chocolate, frutas, churros e outras delícias.

vinicola lovara enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

A noite seguiu com muito vinho, fondue e muita alegria.

vinicola lovara serras gauchas

A Vinícola Lovara oferece fondue harmonizado de junho à agosto por R$120,00 aos sábados, fora esses meses você pode fazer reservas para jantares em grupo.

Site da Vinícola Lovara.  


Você sabia que cerca de 50% do cultivo de uva é destinado para elaboração de suco.


Dia do vinho na Serra Gaúcha

Infelizmente a programação chegou ao fim, mas me contem se gostaram do nosso roteiro do vinho?

enoturismo serra gaucha

foto Tatiana Cavagnolli- Projeto Imagem Serra Gaúcha 

Atentem-se para o ano que vem, pois são duas semanas de programação antes do dia do vinho em toda a região. Para se programarem marque primeiro domingo de junho, pois essa é a data que comemora o dia do Vinho no Brasil.

Nossa viagem ” Enoturismo na Serra Gaúcha“teve o apoio da Ibravin (instituto Brasileiro do Vinho) e Sebrae, com intuito de vivermos uma experiência diferente com vinho.

Seu vinho, suas regras”, esse era o slogan … então vamos quebrar os tabus, se você gosta de beber vinho gelado, pois bem, no copo, sem problemas, o importante é beber o vinho,as regras você define, pois o vinho é seu…Beba do jeito que você gosta!!

Eu por exemplo amo beber em uma taça de cristal hahha, mas já bebi no bico daquelas garrafinhas de uma dose em New York, o importante é beber o vinho…Meu vinho, minhas regras gente!

restaurante giratorio serra gaucha

 

Minha viagem Enoturismo na Serra Gaúcha foi a convite da Ibravin e do Sebrae, mas tudo que vocês leram retrata a experiência que eu vivenciei.

Para mais dicas leia o Post do Fábio Viagens Cine

Planeje sua viagem com os parceiros do blog!

Faça sua reserva através dos nossos links e ajude a manter o blog no ar sem pagar nada a mais por isso:

Reserve o seu hotel através do Booking!

Compre o seu seguro viagem na Seguros Promo!

Reserve seu carro com a Rentcars!

Chip Internacional Viaje Conectado

Share
Sy

Amo viajar e você ? Leia minhas experiências de viagens e se inspire! Transforme seu sonho em realidade!­ Beijos Sy

14 Comentários

  1. Avatar

    Fabio Pastorello

    1 de julho de 2019 em 1:16

    Que delícia de matéria. Essa viagem foi muito especial! Beijos.

    • Sy

      Sy

      3 de julho de 2019 em 2:07

      Amigo, foi maravilhoso, saudades de você~e

    • Avatar

      Sarah Gomes

      12 de julho de 2019 em 16:26

      Amei as dicas! Bah a gente está sempre em Bento Gonçalves, e o tanto de vezes que fomos sempre com muita novidade, trilhas, pousadas,parques, restaurantes, vinícolas,e agora temos mais algumas ideias para voltarmos ! Parabéns pelo post !

      • Sy

        Sy

        16 de julho de 2019 em 13:12

        Sempre novidades né!

  2. Avatar

    Rafaella

    2 de julho de 2019 em 18:46

    Belo post, Porto Alegre e toda a região me encanta. Já estou querendo voltar! A Serra Gaucha é sensacional, super educados sem contar o charme da cidade. Eu amo.

    • Sy

      Sy

      3 de julho de 2019 em 2:06

      Já estou com saudades

  3. Avatar

    Fabricio

    3 de julho de 2019 em 1:47

    Que roteiro maravilhoso. Eu fiz um bem semelhante há uns 10 anos. A melhor parte eram as degustações hahaha. Mas o passeio de maria fumaça foi uma decepção, deu um overbooking e não tinha lugar pra mim, acredita? Parabéns pelo post.

    • Sy

      Sy

      3 de julho de 2019 em 2:05

      Nossa, posso imaginar como foi decepcionante, não fazer o passeio

  4. Avatar

    Angela C S Anna

    3 de julho de 2019 em 10:16

    sempre q vou visitar os parentes faço umas visitas nas vinicolas, toda vez me surpreendo com os sabores e qualidade!!

    • Sy

      Sy

      8 de julho de 2019 em 16:28

      Sempre uma boa surpresa…não me canso de ir

  5. Avatar

    Juliana

    3 de julho de 2019 em 19:35

    Que delícia de roteiro, nesse frio então acho que combina ainda mais. Fui pro Sul em janeiro e estou voltando agora no fim de Julho, vou programar.

  6. Pingback: Destaques de Viagem: 5 de Julho de 2019 – Roteiro Planejado

  7. Avatar

    Sergio Pieczarka

    29 de setembro de 2019 em 13:32

    Oi, Sy, tudo bem? Uma informação, por favor: Existe alguma agência que faca5 esse roteiro de 5 dias visitando a serra gaúcha? O mesmo que voce5 fez? Qual seria a agência (ou agências)?
    Obrigado!

    • Sy

      Sy

      8 de outubro de 2019 em 20:40

      Desculpe a demora!
      Esse roteiro nosso foi bem especifico, mas entre em contato com essas empresas e mande o link do meu roteiro para eles verem a possibilidade de fazer parecido.
      Giordani e Benvino
      Abraços e estou a disposição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

­

multgold.com

­